22.03.2016 - 09:18
Primeiro plano do Brasil para quilombolas é lançado em Olinda
Por Daniela Almeida
SDSCJ terá pacote de ações para comunidades quilombolas em todo o estado
Foto: J. Damião

 Mais de 500 quilombolas de 20 municípios estiveram reunidos na tarde desta segunda-feira (21) no Centro de Convenções, em Olinda, para conhecer o Plano Pernambuco Quilombola (PPQ), o 1º plano estadual do Brasil exclusivo para esta comunidade tradicional, lançado pela Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude (SDSCJ), por meio de sua Executiva de Segmentos Sociais. 

 
Para o secretário da SDSCJ, Isaltino Nascimento, saber que o Plano Pernambuco Quilombola (PPQ) é o pioneiro no Brasil foi uma grata surpresa. “Hoje é um dia histórico, pois estamos tirando da invisibilidade estas comunidades tradicionais e obrigando o Governo de Pernambuco a pensar em políticas públicas para os quilombolas. Para isso temos que estar juntos para materializar o Plano.” 
 
Realizado pela Secretaria Executiva de Segmentos Sociais da SDSCJ, o evento teve o objetivo de promover a igualdade racial e proteção dos direitos das comunidades tradicionais. A data de 21 de março foi escolhida por ser o Dia Internacional contra a Discriminação Racial, instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU).
 
Outro importante marco do evento foi a adesão da SDSCJ ao Sistema Nacional de Promoção da Igualdade Racial (SINAPIR). Entregue pelo secretário Nacional de Políticas de Promoção a Igualdade Racial, Ronaldo Barros, o termo vai permitir às comunidades apresentarem projetos para acessar o financiamento do Governo Federal. Um dos primeiros projetos será o Empreendedorismo Quilombola que irá fomentar a incubação de empreendimentos comerciais de até 150 mil situados nas comunidades quilombolas de 11 municípios pernambucanos, com o apoio da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SEPPIR). 
 
Na ocasião, foi anunciada a criação do Fórum Estadual de Gestores da Política Quilombola (FOGESQ), com representantes de 10 secretarias estaduais, e a primeira Cozinha Quilombola a ser instalada em Bom Conselho, município de Angicos, também uma parceria com o Governo Federal. 
 
Durante o evento houve manifestações de apoio a manutenção da democracia por parte da sociedade civil e a apresentações de música e dança com os grupos de samba de coco Santa Luzia, de Caetés; Grupo de Coco das Abelhas, de Caraíba; e banda de pífanos e trancilim, da comunidade de Conceição das Crioulas (Salgueiro). 
 
Texto: Daniela Almeida
F
Voltar